A experiência e a pedagogia que nós surdos queremos

Usuario-VacioPor Wilson de Oliveira Miranda,

Porto Alegre, 2007.

Sección: Tesis, tesis de doctorado

 

RESUMO

Esta tese aborda com o tema ”A Experiência e a Pedagogia que nós surdos queremos”. Pesquiso as ferramentas dos Estudos Surdos, juntamente com o pensamento teórico pós – estruturalista de Derrida, da experiência de Joan Mèlich, fez-se criar as experiências dos professores surdos sobre a Pedagogia (dos Surdos), transcritas de filmagens, narradas: com o obstáculo e a volta epistemológica, que enfatiza-se com o desejo, os olhares e as necessidades. Com a conclusão enunciadas: Os surdos que estudam o Magistério de Ouvintes (Inclusão): “A formação vazia, não conheciam a História dos Surdos, nem Arte-Educação pois eram os currículos ouvicêntricos, baseados em Língua Portuguesa até os literários, com repetições monolíngüísticas ouvicêntricas. Rotulados de deficientes, retardados, coitados. Sentimentos de decepção e angustia pelos conhecimentos, de depressão, de vida vazia.

Com o Magistério dos Surdos: Aprendiam observando os professores surdos (modelo identitário) comunicando em LS, ministrando a História dos surdos, Arte-educação e Didática de LS. Sentiam sem reclamações no currículo feito pela visão epistemológica dos surdos. Ficaram com os parceiros da mesmidade a construir a identidade surda. É a pedagogia que volta e reverbera permanentemente. Ainda sentem o desejo de traçar a Pedagogia Surda para o amanhã.

PALAVRAS-CHAVE: Concepção – Base: Experiência. Estudos Surdos. Pedagogia dos Surdos. Pós-Estruturalismo.

Leer tesis (PDF, 490 KB)

 

Tesis de doctorado en educación presentada ante el Programa de Pós – Graduação em Educação da Faculdade de Educação en la Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Brasil

 

Sé el primero en comentar

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *