Interseccionalidade entre raça e surdez: a situação de surdos(as) negros(as) em São Luís-Ma

Usuario-VacioPor Francisco José Roma Buzar

Brasilia D.F., 2012

Sección: Tesis, tesis de maestría.

 

RESUMEN

A situação social vivenciada pelas pessoas surdas negras encontra-se marcada por vulnerabilidades específicas e pela discriminação interseccional, experimentadas tanto na escola quanto no contexto social em geral. O presente estudo, inspirado na Teoria da Interseccionalidade e no que esta tem contribuído para a compreensão dos aspectos de gênero da discriminação racial e dos aspectos raciais da discriminação de gênero, parte do entrecruzamento entre raça e surdez, para compreender as circunstâncias concretas da experiência de intersecção vivenciada por surdos(as) negros(as) em São Luís –MA. Para tanto, utiliza a metodologia qualitativa e o instrumento de pesquisa entrevista semiestruturada, tendo contado com a participação de 30 pessoas surdas. O material obtido foi submetido à análise de discurso crítica e organizado em categorias e subcategorias, tendo como referencial teórico os estudos surdos, os estudos raciais, a educação de surdos e a educação de surdos negros nos Estados Unidos. Os resultados mostraram que as pessoas surdas negras encontram-se fragilizadas devido a uma série de vulnerabilidades específicas, como inacessibilidade linguística, trabalhista e socioemocional, assim como, devido à sua invisibilidade nas comunidades surdas e negras, como também, nas políticas públicas. Além disso, os relatos comprovam que os mesmos sofrem discriminação interseccional, tanto na escola quanto no contexto social.

Palavras – chave: surdez. raça. interseccionalidade. vulnerabilidade. educação.

Descargar PDF(1,5 MB)

Tesis de maestría presentada ante la Facultad de Educacion de la Universidad de Brasilia en Brasilia D.F., Brasil

Sé el primero en comentar

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *