O trabalho com pessoas surdas numa congregação de ouvintes

Por Klaus Ernesto Kuchenbecker,

São Leopoldo, 2006.

Sección: Tesis, tesis de maestría.

SINOPSE:

Esta dissertação trata do espaço da pessoa surda e de sua convivência com os ouvintes numa congregação cristã. A partir de um modelo de trabalho com surdos numa congregação cristã, levanto questões sobre a possibilidade do convívio entre surdos e ouvintes, o espaço de cada um e fatores práticos relevantes no atendimento aos surdos. A reflexão inicia com o primeiro capítulo que destaca aspectos históricos da deficiência. Apresento a pessoa do surdo, sua língua e sua cultura, história e comunidade. Ao final do capítulo, apresento o intérprete, como profissional da LIBRAS, sua ética e postura. No segundo capítulo, a ênfase é teológica. Reflito sobre as causas da deficiência, sua relação com o pecado original e com o castigo divino, focando a Teologia da Cruz de Lutero. Em seguida, trato do surdo no contexto bíblico e a atitude de Jesus para com a pessoa surda. E, termino o capítulo abordando a Igreja como corpo de Cristo e a sua diaconia com os surdos. No terceiro capítulo, levanto questões práticas referentes ao modelo da Missão Surdos, a partir do qual busco indicar ações viáveis, bem como apontar a possibilidade de mudanças neste trabalho. O resultado desta pesquisa indica a possibilidade de uma convivência digna e respeitosa entre surdos e ouvintes, bem como a importância dos surdos terem os seus momentos em separado.

Leer tesis. Descargar PDF (684 KB)

Tesis presentada ante el Instituto Ecumênico de Pós-Graduação em Teologia para obtenção de grau de Mestre em Teologia, São Leopoldo, RS, Brasil, 2006

Sé el primero en comentar

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *