Pedagogia visual na educação dos surdos-mudos.

Usuario-VacioPor Ana Regina e Souza Campello,

Florianópolis, 2008.

Sección: Tesis, tesis doctorales.

RESUMO
Na atualidade muito se tem falado sobre as linguagens não verbais, dando-se ênfase em especial à linguagem imagética. Envolvendo vários suportes que incluem o próprio corpo, muros, telas, cadernos escolares, entre muitíssimos outros. As linguagens não verbais são, sem dúvida, um tema importante a ser estudado.
A Pedagogia, acompanhando as tendências da chamada Sociedade da Visualidade, desdobrou-se em diferentes sub-áreas, presentes, por exemplo: na pedagogia dos cegos, na educação artística, na comunicação, na informática, na estética, na fotografia, pintura e outros na formação e preparação da graduação de “professores artistas” para o Ensino Fundamental e Médio, além da formação pedagógica, o professor ou aluno terá uma formação no sistema das artes: Dança, Música, Teatro, Artes Visuais e Pedagogia da Diferença ou Pedagogia Visual, podendo escolher qualificar-se em qualquer uma delas, como formação de Professores de Surdos- Mudos e formação curricular aos Tradutores e Intérpretes de Língua de Sinais Brasileira.
A Sociedade da Visualidade tem contribuído uma transição para firmar a qualidade visual e construção de pensamento crítico, na área da Educação dos Surdos-Mudos, e se faz a necessidade de buscar uma qualidade maior e benefíca, que é a Pedagogia Visual da Educação dos Surdos-Mudos, que ora apresento este trabalho.

Descargar PDF(5 MB)

Sé el primero en comentar

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *